Inicio » » Espírito Santo: o guardião da Igreja

Espírito Santo: o guardião da Igreja

Written By Comun Divinus Prov on sábado, 1 de março de 2014 | 14:08



Espírito Santo: o guardião da Igreja

O Espírito Santo procede do Pai e do Filho e, apesar de invisível, personaliza o amor íntimo e infinito de Deus sobre os homens. Manifestou-se primeiramente no batismo de Jesus e plenamente revelado no dia de Pentecostes, cinquenta dias após a ressurreição de Cristo. Ele foi comunicado e enviado aos corações dos fiéis, por meio dos sacramentos, para eles receberem a vida nova de filhos de Deus e estarem intimamente unidos com Jesus num só Corpo Místico. O Espírito Santo, que é o mestre da oração, foi enviado por Jesus para guiar, edificar, animar e santificar a Igreja e para que ela sempre testemunhe e interprete bem a Revelação divina. 
Em relação à Virgem Maria, o Espírito Santo encheu-a de graça e concebeu Jesus Cristo no seio dessa mulher virgem, por isso o Espírito faz dela a Mãe de Cristo e, como Cristo é o próprio Deus encarnado, também a Mãe de Deus. Ele inspirou também os profetas do Antigo Testamento para falarem em nome de Deus, sendo essas profecias plenamente realizadas em Cristo, que revelou a existência do Espírito Santo, a pessoa divina que o ungiu e o consagrou Messias. Resumindo, atribuiu-se ao Espírito Santo, a terceira pessoa da Trindade, a santificação da Igreja e do mundo com a graça divina e os seus dons. O Credo Niceno-Constantinopolitano faz referência ao Espírito Santo:  Creio no Espírito Santo, Senhor que dá a vida,
e procede do Pai e do Filho;
e com o Pai e o Filho
é adorado e glorificado:
Ele que falou pelos Profetas.


Fonte Jesus o Bom Pastor

0 comentários :

Postar um comentário

Anterior Proxima Página inicial