Inicio » , , » Conversão, graça de Deus e vereda de coragem

Conversão, graça de Deus e vereda de coragem

Written By Comun Divinus Prov on terça-feira, 18 de março de 2014 | 09:41

Quaresma, tempo de mudança de vida, penitência, caridade, conversão. Enfim, de rompimento com o pecado.

Não poderíamos "fazer de conta" que este tempo não exige de nós como cristãos vigilância, reflexão e sobretudo oração para retomarmos a nossa imagem querida por Deus. Considerando que não podemos viver esta retomada sozinhos, precisamos da Graça de Deus e da coragem que é graça que vem da Graça!

Para percorrer este caminho querido por Deus, gostaria de usar uma imagem citada por João Paulo II em suas colocações: "Vós sois chamados a viver como sentinelas da manhã".

E, o quê é ser sentinela? O que isto quer dizer em relação a conversão como graça de Deus e vereda de coragem?

Vejamos. Esta palavra vem do italiano "sentinella", que quer dizer soldado que vigia, ou seja, que guarda algo esperando de forma isolada e segura. Por conseguinte, são pessoas prontas para considerar todos os movimentos e, ágeis para verificar toda orientação recebida; em suma, pessoas que não se deixam seduzir por vozes de sereias, mas, sabem prosseguir com força de vontade. Desenha-se aqui como lidar com o prazer, o poder e o possuir. Como devemos viver diante do pecado que nos é apresentado todos os dias e por vezes também buscado diariamente.

Olhando mais a fundo dentro de nós, podemos constatar que há um relativismo sutil, mas prepotente, que nos induz a cometer pecados, passamos a achar que o homem nada pode fazer em relação a isto ou aquilo; que é só um "pecadinho menor" e só Jesus é perfeito. E assim, vamos perdendo a possibilidade de, agora, ser sentinela da manhã. Posso romper, posso dizer não. Podemos ter posturas e atitudes novas, podemos não repetir os vícios e pecados que são tão costumeiros e que com frequência levamos para a confissão.

Quanto engano de nossa parte em pensar e agir de forma relativista, disfarçando o soldado forte (que é a nossa vontade) em covarde guardinha que se esconde com medo preferindo olhar passivamente. Agir assim é colocar dentro de uma caixa o melhor presente que já recebemos: a Graça uma vida santa, que Jesus conquistou para nós atravessando o deserto, sofrendo no Getsemâni e nos amando na Cruz.

Para vivermos a conversão diária precisamos assumir tudo o que Cristo viveu, principalmente a entrega de Sua vida. Precisamos, com coragem, romper com o pecado, seja nas pequenas ocasiões do nosso dia a dia, com mentiras, omissão, julgamentos, seja no desejo de comprar em demasia, de comer descompensadamente, de querer ser melhor que os outros, etc. Pecados que só nos sabemos.

A coragem para aderir novas decisões só é possível quando firmamo-nos na Palavra, na oração, na Eucaristia, na confissão e no serviço, enfim, quando firmamo-nos no Amor. Mudar o rumo de nossos passos enveredando no caminho da coragem é possível, a partir do momento em que escolho a Graça como armadura. Sim, somos chamados a viver como sentinelas da manhã a cada dia e a cada instante lutar com coragem!

"Por isso recordo-te que tens de reavivar o dom de Deus que está em ti… Pois o que Deus nos concedeu não é um espírito de medo, mas um espírito de força, amor e domínio de si" ( 1 Tm 1,6-7 ).

Escola de Formação Shalom
www.comshalom.org

0 comentários :

Postar um comentário

Anterior Proxima Página inicial